Marketing Digital

Energia solar, a fonte inesgotável de negócios

31 de agosto de 2022 | Atualizado 20 de outubro de 2022

Fontes alternativas de energia são hoje um dos principais assuntos cobertos pela mídia e debatidos na esfera política. A alta de juros e da inflação tornaram o avanço de fontes de energia mais baratas uma prioridade. Nesse cenário, sistemas fotovoltaicos estão ganhando espaço: segundo informações da InfoMoney, em agosto de 2022 a energia solar passou a ocupar a 3ª posição na lista de fontes de energia do país com 17GW e, ainda, pode tornar o Brasil um dos mercados globais nos próximos anos. 

Tendências para o segmento de geração e comercialização de energia solar

Os dados de tráfego e engajamento digitais da Similarweb revelam que as tendências para o segmento são promissoras. Para começar, o termo “energia solar” lidera o ranking de pesquisas, com crescimento de mais de 5% nos últimos 12 meses, e muitas palavras-chaves relacionadas no TOP 30 da indústria de energia na web. 

Outros termos em destaque são Votorantim, o grupo de empresas de investimentos em negócios inovadores com uma frente focada em energia solar, que cresceu +468% em tráfego; Grupo A, Geração Distribuída e Calculadora Solar também são termos que apresentam boa performance e, por serem interesses nichados, indicam amadurecimento do setor. Veja abaixo: 

Principais termos de busca para a indústria de energia, a nível nacional. Média 12 meses.

Termos de busca para a indústria de energia, a nível nacional. Média 12 meses.

Conheça como analisamos tendências de busca da audiência. O grande interesse do público se reflete, em partes, na performance de websites de energia solar. Por exemplo, entre os 30 URL’s da indústria de energia que mais recebem tráfego online, 8 são relacionados à energia solar, uma fatia de mais de 25% do segmento:

Os 30 principais websites vinculados à indústria de energia.

Analisando especificamente o grupo de palavras-chave sobre “energia solar”, percebemos que o tráfego orgânico é bastante dividido entre sites de vendas e de informação, ou seja, os usuários estão buscando entender mais sobre o assunto: 

Tráfego orgânico de um grupo de palavras chave relacionadas à energia solar.

Agora, vamos aprofundar nossa análise e explorar o desempenho das principais URL’s da indústria de energia relacionadas à energia solar: solarmanpv.com, portalsolar.com.br, vibraenergia.com.br (ou br.com.br), growattt.com e solarweb.com. Percebemos a excelente performance da Solarweb, líder em tráfego online com folga. Apesar disso, a Vibra Energia se destaca pelo tempo de permanência do usuário em seu domínio, no mínimo 3x maior que os demais. 

Análise de indicadores de 5 empresas com alta performance on-line a nível de tráfego e engajamento relacionados à energia solar.

Além disso, perceba como quase 100% do tráfego dos 5 sites chega por vias diretas, quando o usuário digita a URL exata do site na barra de navegação, o que revela alto níveis de relacionamento e engajamento com a marca, e também por pesquisas orgânicas. A tendência também é parecida com a empresa Votorantim Energia, que obteve o maior crescimento online dos últimos 12 meses relacionado ao termo “energia solar”, como vimos no primeiro gráfico: mais de 400%. Dados da Similarweb revelam que o site da Votorantim Energia recebe 95,51% de tráfego orgânico:

Análise de 12 meses da distribuição de tráfego das 5 empresas analisadas e que estão vinculadas à energia solar.

Além disso, no site do Grupo Votorantim, que abrange investimentos em diversos segmentos, percebemos o bom desempenho dos anúncios sobre energia, o que pode explicar a relação entre os termos relacionados à energia solar e o crescimento da performance digital da empresa:

Principais palavras chave relacionadas ao grupo votorantim. Média mensal!

 

A nova Lei que irá regulamentar a comercialização de painéis fotovoltaicos, L14.300, entrará em vigor a partir de janeiro de 2023 e ficou conhecida como “taxação do sol”, criando um tributo que altera a composição da conta de energia para clientes que possuem sistemas solares. No site da Intelbras, a definição da nova lei é: “Basicamente, quem gera energia solar passa a pagar pelo uso da infraestrutura disponibilizada pela distribuidora nos períodos em que não há geração simultânea, ao contrário do que acontecia até então.”

Todos os clientes que possuem ou adquirirem sistemas fotovoltaicos antes do dia 6 de janeiro de 2023 estarão isentos da nova taxa até 2045. Dessa forma, o segundo semestre de 2021 tende a ser o melhor momento para investir em energia solar. 

Podemos esperar um novo pico nas buscas online pelo termo? Como vimos neste artigo, tudo leva a crer que sim! 

Até o próximo post! 

This post is subject to Similarweb legal notices and disclaimers.

Quer saber o que a Similarweb pode fazer por você?

Veja aqui duas maneiras pelas quais você pode começar a usar a Similarweb hoje!